O que você tem para oferecer?

25/03/2011 06:19

O que você tem para oferecer?

 
 E olhou para eles, esperando receber deles alguma coisa.
Atos 3:5

 

O que temos para oferecer ao mundo? Eu só posso dar algo, para alguém se eu tiver para dar. A bíblia nos mostra que somos “sal, luz, e fonte de água entre outros atributos. O mundo olha para nós e espera de nós algo, o que temos para oferecer? Será que este milagre narrado de Atos 3 só aconteceu no passado? Seria possível nos dias atuais ocorrer milagres como em Atos? A resposta é sim, claro, pois Jesus não mudou, ele é o mesmo ontem, hoje e sempre será.
O problema nos dias de hoje encontra-se em seus chamados “discípulos”, que não querem mais ter uma vida de comunhão com Deus, nem uma vida de oração e de estarem todos os dias vivendo a palavra. O segredo está em três palavras, estas palavras fazem a total diferença, para que o milagre aconteça. Veja que palavras são essas: Juntos, Oração e Templo.
Vemos no começo desta narrativa, que Pedro e João estavam “Juntos” o que representa estar juntos? O mesmo pensamento, o mesmo propósito, a mesma intenção. Isto representa a comunhão a união isto realmente faz a diferença. Uma igreja unida, num só propósito em um só objetivo faz toda a diferença no mundo carente de salvação e cura.
Vemos também que além da união de Pedro e João eles estavam indo ao “Templo”. Sabemos que a salvação não vem de templos, nem de nenhuma religião, mas é no templo que aprendemos a palavra, é no templo que aplicamos o que a bíblia nos ensina, de partilhar uns com os outros as nossas dores e alegrias isto é comunhão. Hoje vemos muitos se afastando cada vez mais da igreja, alguns chegam até dizer: Não preciso estar todos os dias na igreja, posso adorar a Deus em casa, ou em qualquer lugar. Realmente podemos adorar a Deus em qualquer lugar, o problema que quando começamos a repetir frases como estas, já estamos dando indício que nossa fé não está bem. Um dia fiquei repetindo esta frase e experimentei ficar em casa, alegando que em casa eu também podia adorar, orar e ler a bíblia e sabe o que aprendi com isto, é que cada dia que passava eu ficava mais frio e fraco, pois não me alimentava da palavra de Deus. É no templo onde ouvimos testemunhos que nos edificam, é no templo que alimentamos a nossa alma. Não é a toa que o salmista Davi escreveu: Mais vale um dia no Templo do que mil, em outros lugares. Salmos 84:10. Porque vale mais um dia nos teus átrios do que, em outra parte, mil. Preferiria estar à porta da Casa do meu Deus, a habitar nas tendas da impiedade. Salmos 84:3 Até o pardal encontrou casa e a andorinha ninho, para si, onde ponha os seus filhos, até mesmo nos teus altares, Senhor dos Exércitos, Rei meu, e Deus Meu. Salmos 27:4, Uma coisa pedi ao Senhor, e a buscarei: que possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor.
Não posso e não devo ficar longe da casa do Senhor, é lá onde me alimentarei de um alimento sólido que me fará caminhar neste mundo de perdição.
Pedro e João estavam Juntos e caminhavam para o Templo, para fazer o que? O texto mostra que eles iam orar, portanto a terceira palavra é: Oração. A oração é a chave da vitória, quanto mais oramos mais conhecemos o Senhor. Uma vida de oração é uma vida de comunhão com Cristo, quanto mais eu oro, mais tenho intimidade com Deus. Escuto às vezes os crentes falarem: Eu oro pouco, pois não tenho tempo, não consigo ter muito assunto nas minhas orações. É impressionante como o ser humano se relaciona com pessoas que nem conhecem, às vezes ficam horas em assuntos diversos, mas diante de Deus quase sempre não tem assunto. Orai sem cessar, esta é a orientação de Jesus para nossas vidas. Um crente que vive nesta prática de oração constante, eu diria que não tem muito tempo para pensar bobagens e nem dão ocasião para o maligno. A oração abre portas, move o coração de Deus.
Daniel clamou sem cessar, três vezes ao dia, perseverantemente. Cumpramos a palavra apostólica que ensina: “Perseverai na oração, vigiando com ações de graça” (Colossenses 4.2). “Orai sem cessar” (II Tessalonicenses 5.17). Verdadeiramente, Deus espera a nossa oração.[1] O texto de Lucas 18.1 relata: “Disse-lhes Jesus uma parábola sobre o dever de orar sempre e nunca esmorecer”. A parábola é a do Juiz Iníquo. Nela, Jesus ensina sobre a necessária perseverança na oração.[2]
Estas três palavras fazem toda a diferença nos dias atuais, “Juntos, Templo e Oração”. Pedro e João unidos em comunhão indo ao templo a hora nona hora da oração, só poderia resultar em seu trajeto um grande milagre. Aquele coxo olhando para Pedro e João esperava receber algo dos discípulos e recebeu bem mais do que esperava. O mundo de hoje, olha para nós e espera receber algo, o que temos para oferecer-lhes? Os discípulos não tinham prata nem ouro para aquele aleijado, mas tinham poder, unção, cura e libertação. Tudo isso é possível nos dias de hoje, basta pagarmos o preço. Se realmente quisermos ver a glória de Deus e milagres como o que ocorreu em Atos, que não se aparte estas três palavras de nossas vidas: Juntos (união) Templo (priorizando o reino de Deus a igreja), Oração (Uma vida de intimidade com Deus).
Que Deus possa despertar seus discípulos atuais para viverem uma vida como Pedro e João em Atos dos Apóstolos, sendo assim veremos algo extraordinário acontecer em nossos dias.
 
 
 
Josiel Dias
IEC Alcântara
São Gonçalo
 
[1]www.vivos.com.br
[2]www.vivos.com.br
 

—————

Voltar



http://sitevideira.webnode.com.br/