Eu não me conformo com o que estou vendo:

25/03/2011 06:21

Eu não me conformo com o que estou vendo

Tenho um grande aprecio pelas escrituras sagradas. Eu, pessoalmente, tenho um plano de estudo desde Gênesis ao Livro da revelação, Apocalipse. Mas há sempre um ponto de Partida em meus estudos, que é sempre o livro de Atos dos apóstolos. Faço questão de sempre começar por Atos, já perdi a conta de quantas vezes li Atos. Mas porque toda esta dedicação em relação aos Atos dos Apóstolos? Eu te digo sem demora. Olhando os dias atuais, vemos muitas coisas estranhas sendo infiltradas nas igrejas. Movimentos, amuletos, idolatria, shows e etc. Eu, pessoalmente, não consigo entender como a igreja moderna se distanciou tanto das Escrituras, apenas por dogmas e doutrinas humanas e conformismo mundano. Hoje o “não tem nada haver” é o que mais escutamos dos chamados “cristãos”. Só nos resta olhar para Atos e analisar a igreja primitiva. Onde se encontra esta igreja? A bíblia está ultrapassada? Realmente a bíblia não se aplica nos dias atuais?
O conformismo, o liberalismo está entrando sutilmente na igreja. Hoje se usarmos a igreja primitiva como base, nos chamam de quadrados e velhos, ultrapassados, pois a nossa época é outra. Sinceramente eu não sei o que representa as escrituras para estes. Como ficar conformado com o que está ocorrendo, se a Bíblia nos diz: Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos... Romanos 12:2. Hoje, para alguns líderes destas igrejas, se tenho uma condição financeira boa, ou seja, se minha oferta, meu dízimo é alto, isto é o que importa. Você acha que a igreja vai me descartar por eu viver, uma vida sem testemunho, sem obras nem compromisso algum? Sabendo que continuo sendo dizimista? Além de números, o que eu represento para igreja? É triste pensar em algo concreto nesta afirmação, mas é assim que muitos líderes agem e tratam seus membros. Dizem eles: Não posso disciplinar aquele Presbítero, pois seu dízimo é uma grande receita, e se for disciplinado simplesmente, ele vai para outra igreja e perdemos sua receita.
Certa ocasião, aconselhei uma jovem que queria fazer uma tatuagem, explicando dentro das escrituras o que era correto ou não. Fui mal interpretado, fui até chamado de louco, pois o que eu pregava ou defendia era ultrapassado ou não valia para os dias de hoje. O que importa? Por ventura não escolheu Deus as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias? I Coríntios 1:27-29. Muitos agem conforme a maioria, ainda citam um velho ditado “a voz do povo é a voz de Deus” . Seguem a maioria, mas nem sempre a voz do povo é a voz de Deus, basta olhar para Sodoma e Gomorra. Continuemos não se conformando com o pecado e rejeitando-o, mesmo que isso custe alto preço para nós. Quer encontrar um profeta? Procure sobre um “monte de pedras”.
Com certeza vivemos em dias totalmente diferentes da igreja primitiva, com certeza o contexto dos nossos dias não devem ser comparados com aqueles dias escritos no livro de Atos. Estamos muitos ocupados para nos preocuparmos com os doentes, e os famintos, ou os desamparados, bêbados e prostitutas. Usamos a velha desculpa: isso sempre vai existir, então, não vai adiantar muito minha ajuda. O meu trabalho e o corre corre dos dias atuais, não me permite visitar os hospitais, nem os presídios. O homem atual vive muito cansado. - Se eu não for, outros irão.
Certa ocasião em nossa igreja entrou um mendigo, parecendo embriagado, carregando um saco de latinhas e garrafas pet’s. Este mendigo saiu de banco em banco apertando a mão dos membros. Gloria a Deus todos abraçaram e mesmo incomodados com este mendigo, não descriminaram, nem colocaram pra fora. Para surpresa de todos, este mendigo era o pregador da noite, foi muito lindo o que aconteceu, vi as pessoas chorando, por aquele “mendigo” ser o pastor pregador da noite. Mas eu fico me perguntando, se o Pastor da nossa igreja não soubesse nem o ministério, que isto era uma encenação será que aturariam tal mendigo? Afinal dizem alguns: não tenho dom de ajudar os outros, apenas indo para igreja, dando o meu dízimo, já faço bastante. Me dá uma tristeza em apenas escrever desta forma, mas cá entre nós, as vezes não agimos assim? Às vezes ouvimos a voz do Espírito Santo e endurecemos o nosso coração, fingimos que nem estamos escutando. Eu convido a você a refletir, algo simples, mas real. Você sente falta quando algum membro não comparece nas reuniões? Lembra dos pedidos de oração dos irmãos, ou pelo menos em orar por eles? Talvez você diga: irmão a minha comunidade é muito grande, nem o Pastor sabe sobre todos os membros, como saberei eu? Não estamos nos preocupando muito com os outros, não é mesmo? Primeiro eu, depois eu, e se sobrar tempo também eu.
Jesus deixou uma marca registrada na igreja primitiva e em cada seguidor. Esta marca, chamasse “ amor”. Ele mesmo falou para os discípulos: João 13:35: “Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros”. Os cristãos da igreja primitiva eram conhecidos como “o caminho” e “cristãos” sabe por que? Porque pareciam com Cristo. Eles amavam, compartilhavam, dividiam, abraçavam, choravam. Está aí o segredo de tanto crescimento, e maravilhas que a igreja primitiva realizava.
Tenho saudades de uma igreja viva, aborreço a moderna que expulsa Jesus todos os dias, quando colocam a religiosidade acima de tudo. Que nós, igrejas vivas, possamos pedir ao Senhor todos os dias: Senhor aviva a tua obra, renova em nós o teu Espírito. Aquele aleijado, da Porta chamada formosa, olhava para Pedro e esperava receber dele algo. Pedro não tinha prata nem ouro, mas sobrava unção, algo acontecia até em sua sombra. Hoje o mundo olha para nós e espera receber algo da igreja, o que tens para oferecer a este? Sei que existem muitos servos e servas, que não se conformam, nem se vendem as corrupções mundanas, nem estão satisfeito com o que está acontecendo entre as igrejas. Com certeza devemos fazer a nossa parte, e buscar a todo estante a santificação, a submissão e a oração.
A começar de mim. A começar de mim, Senhor!
Deus a todos abençoe.
 
Amém!
 
Josiel Dias
IEC Alcântara
São Gonçalo
 

—————

Voltar



http://sitevideira.webnode.com.br/