Como agradar a Deus pelo exemplo do centurião romano:

13/03/2011 13:22

Como agradar a Deus pelo exemplo do centurião romano: 

logo

 

Mateus 8:5-7 Tendo Jesus entrado em Cafarnaum, chegou-se a ele um centurião que lhe rogava, dizendo:  Senhor, o meu criado jaz em casa paralítico, e horrivelmente atormentado.  Respondeu-lhe Jesus: Eu irei, e o curarei. 

 

Quando encontramos exemplos na bíblia de homens que agradaram a Jesus, não podemos desperdiçar a chance de aprender como alcançar esta maravilha. Jesus é a encarnação do próprio Deus. Ele era chamado filho de Deus, porque filho, no significado espiritual da palavra, nada mais é que a expressão do Pai. Portanto, se agradamos a Jesus, é porque agradamos a Deus. Pois o relato bíblico nos informa que um centurião romano, isto é, um homem separado da comunidade de Israel, gentio, adorador de deuses estranhos, agradou demais a Jesus. Nesta história, podemos observar três aspectos importantes e que servem de modelo para todos os cristãos. O primeiro deles é o amor ao próximo. Toda a lei de Deus se resume no amor, e este centurião mostrou que amava o seu criado. Ele foi até Jesus interceder para que pudesse fazer alguma coisa. Ele não pediu algo para si mesmo, ou para beneficio próprio, mas se humilhou, mesmo sendo romano e centurião – cargo elevado na época, responsável por cem homens - e foi até Jesus  pedir por outra pessoa. Certamente isto agradou a Jesus, pois imediatamente respondeu: “eu irei curá-lo”.

 

Mateus 8:8 O centurião, porém, replicou-lhe: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado; mas somente dize uma palavra, e o meu criado há de sarar. 

 

O segundo ponto que agradou a Jesus foi a humildade. As suas palavras, de que não era digno de receber uma visita de Jesus na sua casa, são um choque de realidade para todos os cristãos hoje. Se transferirmos as suas palavras para a esfera espiritual, veremos que esta casa somos nós. Não somos dignos da redenção proporcionada por Deus, nem merecedores de tão grande salvação. Tudo foi feito pela misericórdia de Deus, fruto do amor com que nos amou. E se a realidade é esta, como vamos fazer pedidos exigindo para Deus nos dar o que queremos? Tais orações são como um incenso preto, de aroma desagradável à Deus. O Senhor se agrada daqueles que possuem um senso de posição adequado, isto é, que tenham realidade que somos apenas criatura, debaixo da autoridade de Deus, e não podemos ir para a oração fazendo exigências. Quem somos nós para exigir algo de Deus? Não somos dignos nem  da estar na sua presença, porque somos pecadores. 

 

Mateus 8:9 Pois também eu sou homem sujeito à autoridade, e tenho soldados às minhas ordens; e digo a este: Vai, e ele vai; e a outro: Vem, e ele vem; e ao meu servo: Faze isto, e ele o faz. 

 

O terceiro item que agradou a Jesus foi a do centurião. Ele se dava por satisfeito apenas com uma palavra de Jesus, nada mais do que isso, crendo que apenas a palavra já seria suficiente para curar seu criado. O centurião tinha noção da autoridade da palavra de Jesus, que ela não voltaria vazia, mas cumpriria a sua ordem.  Que havia neste homem! Estes trés itens que destaquei são cruciais na vida de qualquer cristão. O amor ao próximo, a humildade e a fé são elementos do novo homem, que quando expressados por nós, chegam a Deus como um aroma suave e agradável. Jesus sentiu este doce aroma fluindo através da vida do centurião, tanto que suas palavras destacam muito mais a atitude deste romano do que a preocupação em curar o enfermo. É importante meditar nisto. Para Deus não é difícil curar uma enfermidade, pelo contrário, ele dá uma ordem e o espirito da enfermidade vai embora. Mas como é raro encontrar um homem que agrade a Deus amando ao próximo, que seja humilde e tenha fé no seu coração. Esta é a verdadeira adoração a Deus. Repare que Jesus focou sua atenção na adoração que recebeu e não no enfermo. Como devemos aprender com isso. Quantas vezes vamos a Deus para pedir coisas para nós mesmos e não para adorá-lo? Mal sabemos que se o adorarmos, como este centurião o adorou, todos os problemas da nossa vida, inclusive as enfermidades, vão embora. Quem não quer agradar a Deus na sua vida? Todos queremos. Se continuarmos meditando nestes versículos, certamente Deus falará ao nosso coração para que possamos agradar a Deus da mesma forma que o centurião agradou. 

Mensagens de Paz click aqui:

http://sitevideira.webnode.com.br

—————

Voltar



http://sitevideira.webnode.com.br/